… e a juventude

Pela primeira vez, ela saiu de casa aos 16 anos de idade. Passou a trabalhar para ajudar os pais pobres. Um brilho misterioso, que então experimentou, pediu para que dedicasse sua vida ao serviço exclusivo de Deus. Entretanto, os pais dela se recusaram a dar sua benção para a vida religiosa. Dois anos mais tarde, ela mais uma vez anunciou a pai e mãe a sua decisão. Desta vez, também, se deparou com a recusa categórica. Somente após o Cristo insistir com ela revelando seu próprio sofrimento por causa do atraso no cumprimento de sua santa vontade, ela se percebeu forçada a seguir imediatamente o chamado do Senhor. O acontecimento ocorreu durante um baile no parque da cidade de Lodz. No dia 1 de agosto de 1925, aos 20 anos de idade, ela entrou na casa da Congregação das Irmãs de Nossa Senhora da Misericórdia em Varsóvia.

Ao ponderar e lamentar a minha cegueira, de repente vi o Senhor Jesus radiante com a beleza indizível. Ele me disse: Minha Escolhida, vou lhe conceder a graça maior ainda para que você esteja uma testemunha da minha misericórdia infinita por toda a eternidade.
(Diário 400).

Copyright © 2016 - Sanktuarium Urodzin i Chrztu św. Faustyny Kowalskiej